1º Ciclo

Visitas ao Oceanário de Lisboa_Escolas_1ºCiclo

Uma gota no oceano

Um jogo que nasce no mar, salta até às nuvens, escorrega pelo rio, desliza no gelo e acaba no oceano.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Papiniano Carlos conta a história de uma menina muito irrequieta e aventureira que dá voltas ao mundo sem parar. Em cada passo desta viagem, A Menina Gotinha de Água faz magia e muda de forma; ao mesmo tempo, descobre amigos com barbatanas, penas, bigodes ou escamas.

Missão
Perceber como é o oceano, onde começa e onde acaba o ciclo da água, essencial para a existência de vida no planeta.
Para ganhar este jogo, é preciso desvendar as histórias que a menina Gotinha conta, viajar por rios, nuvens, lagos e glaciares, e mudar de forma várias vezes. Quente ou frio: qual será a resposta certa?

Competências
Imaginação | Participação | Atenção

Dr. Oceano

Depois da consulta a um planeta doente, uma viagem ao Oceanário pode ser a receita ideal para descobrir a cura.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Atchim! O planeta não anda a sentir-se muito bem. Terá febre ou entrou em hipotermia? Preparado para descobrir os sintomas, identificar o problema e encontrar a solução?

Missão
Descobrir os efeitos das alterações climáticas e perceber qual é o nosso papel para manter o planeta saudável.
Um planeta, uma mala de médico, termómetros, estetoscópios, ligaduras e muitos outros instrumentos vão transformar-te no Dr. Oceano. Mas não estarás sozinho nesta aventura: os animais marinhos vão ser os teus assistentes e ajudar-te a fazer o diagnóstico.

Competências
Observação | Humor | Imaginação | Espírito de missão

Escanifoquê? À procura dos escanifobéticos do Oceanário

Uma visita guiada ao Oceanário à procura das mais incríveis espécies que o habitam.

Experiência
1h30m em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
O livro Escanifoquê?, de André Letria e Ricardo Henriques, é o mapa de uma visita que, preparem-se, também põe ovos, dá bicadas, tem dentes de tubarão e conta com a participação especial do Lineu e do Vasco.

Missão
Perceber a riqueza e o fascínio da biodiversidade marinha.
Conhecer as espécies do Oceanário através de detalhes maravilhosos: olhos pintados (sem rímel é mais natural e o peixe parece maior), cores mais "exuberrantes" (para afugentar o inimigo) e outros mecanismos de disfarce e de adaptação bastante hidroninjas.

Competências
Originalidade | Atenção ao detalhe | Sentido de humor | Empatia pelo meio marinho | Respeito pelo património natural

“Deslumbramento é talvez a palavra que resume a visita que fizemos. Com a ajuda dos educadores do Oceanário, os nossos alunos foram caminhando de descoberta em descoberta através do livro e foi uma experiência incrível. Até para nós professores!”

Tubarões: quem vê dentes não vê corações

Descobrir, sem medo, os tubarões de A a Z.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Uma caixa com objetos e músicas explicam muita coisa: um nariz de palhaço para o olfato; uma lixa para a pele; um motor para as barbatanas e uma chupeta para entender a reprodução. Estranho? Talvez… mas muito esclarecedor.

Missão
Perceber a diversidade de espécies de tubarões que existem, entender a sua importância e questionar o medo que esta espécie espalha.
Usar os sentidos para descobrir uma espécie verdadeiramente xpto da barbatana. Ficar a conhecer, por exemplo, que a pele dos tubarões não tem escamas, mas está revestida por pequenos dentes que servem de inspiração a fatos de natação. Só revelações.

Competências
Observação | Humor | Imaginação | Responsabilidade

“A educadora que nos recebeu conseguiu fazer o impossível: os tubarões passaram de temíveis a fofinhos, aos olhos dos meus alunos. A verdade é que foi uma visita única onde todos aprendemos muito sobre as várias espécies de tubarões e sobre a necessidade da sua preservação.”

Volta ao mundo em 80 minutos

Duas voltas ao mundo em 80 minutos no Oceanário, uma por terra e outra por mar, inspiradas na viagem de Fernão de Magalhães.

Experiência
1h30 em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Uma viagem com o Capitão de Magalhães, um álbum de fotografias, um mapa, ovos de arau, dentes e pele de tubarão, um esqueleto de coral, uma lupa, uma lanterna... e mais não se pode dizer.

Missão
Conhecer os cinco oceanos e a sua biodiversidade, tomando nota dos casos de animais extintos pelo Homem e descobrir as novas e as velhas ameaças à biodiversidade marinha.
Através das histórias e do conhecimento de um descendente do navegador Fernão de Magalhães, descobre-se que há tubarões e baleias que correm riscos, que a palavra pinguim vem de "penguigo" (que quer dizer "gorduchinho" em latim) e que o Pacífico tem uma das maiores "sopas de plástico" do mundo.

Competências
Memória | Humor | Empatia pelo meio marinho | Respeito pela biodiversidade | Capacidade de antecipação

“Uma verdadeira aula de “descobrimentos” onde os nossos alunos viajaram pelos oceanos com o navegador Magalhães, aprenderam inúmeras curiosidades sobre as espécies e tomaram consciência de questões que envolvem a poluição marinha. Na escola vamos voltar a falar sobre o que viram e fazer trabalhos sobre esta visita.”

Recordistas do oceano

Uma viagem pelo Oceanário, através das espécies mais ágeis, mais fortes e mais peludas.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Esta viagem requisita o Livro de Recordes do Oceano, uma fita métrica, bandeirolas e carapaças, dentes, penas e corais. Mais uma vez, é para esquecer: não dá para fazer o puzzle na casa de partida.

Missão
Aprender a identificar e a classificar os animais, perceber as diferenças entre as espécies e os seus habitats e explorar os recordes de alguns animais marinhos.
Imaginar que poderia haver um animal perfeito. Como seria? Que revestimento teria? Como se deslocaria? Como se alimentaria? A resposta ou se descobre ou se inventa… A perfeição talvez não exista, mas as melhores adaptações fazem toda a diferença.

Competências
Imaginação | Participação | Sentido de responsabilidade | Capacidade de projeção

“'Ó Professora, quando é voltamos ao Oceanário?’ ou ´tenho que voltar cá com os meus pais´ foram algumas das frases que eu ouvi dos alunos da nossa escola. É a prova do quanto gostaram desta visita onde aprenderam tanto. Para além de tudo o que viram, a ida ao Oceanário ajudou-os a pensar e estimulou a sua imaginação.”

ESCOLHA MUDAR
COMPRA SUSTENTÁVEL

#SeaTheFuture