3º Ciclo

Visitas ao Oceanário de Lisboa_Escolas_3ºCiclo

Os Lusíadas

Uma epopeia no Oceanário em que uma boa bagagem de literatura, ciências e história faz a diferença.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Os Lusíadas não é apenas o título de uma obra bem escrita. É um documento histórico através do qual podemos saber por onde passou Vasco da Gama na sua primeira viagem rumo à Índia.

Missão
Traçar um paralelo entre os pontos de paragem desta viagem e os habitats e organismos marinhos faz parte do desafio, que é lançado pela leitura de algumas estrofes deste poema.
Compreender o contexto e a importância dos Descobrimentos portugueses e trazer as aventuras marítimas do passado para o presente lança uma pergunta: o que estará ainda por descobrir, ó mar português?

Competências
Declamação | Colocação de voz | Interpretação

“Português, História, Ciências e muito mais, tudo numa só aula é um prodígio conseguido pelos monitores que receberam a nossa escola. Um programa excelente de onde saímos mais ricos em conhecimento, tanto os alunos como os professores. Uma nova forma de ler esta obra que conseguiu cativar os alunos menos interessados.”

De grau a grau, uma aventura em ebulição

Um jogo bem real para evitar que a temperatura do planeta e do oceano continue a subir.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
«Sim, sei tudo sobre as alterações climáticas!» Mas será que estás preparado para enfrentar diferentes cenários onde a temperatura não para de subir? Se subir um grau, o que acontecerá? Será que um coral sobrevive a um oceano mais quente? Se forem dois graus, será que um tubarão resiste?

Missão
Prever futuros cenários de aumento da temperatura e reconhecer que o oceano é o principal responsável por regular o clima na Terra.
Um jogo interativo, imagens, vídeos, perguntas e muitas decisões para tomar. O clima, o efeito de estufa e as energias renováveis são a casa de partida neste jogo, onde todos terão de nadar contra o aumento da temperatura do planeta.

Competências
Raciocínio lógico | Trabalho em equipa | Método | Tomada de decisões

Oceano XXI, um enigma a bordo

Um jogo no Oceanário para desvendar o significado de uma mensagem codificada sobre o futuro do planeta.

Experiência
1h30m em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
A anotar: ampulheta (porque o tempo foge), lanterna (para ver a luz ao fundo do túnel), cofre (porque a solução é preciosa), o teorema de Pitágoras (porque resolve problemas), um livro e algumas pinturas famosas. Tudo são pistas que permitem desvendar uma mensagem codificada.

Missão
Medir a temperatura ao planeta, ver o seu impacto nos pinguins-de-magalhães e medir outros impactos que não são visíveis mas que fazem mexer (como as placas tectónicas).
Avança-se neste jogo só com bons conhecimentos de português, geografia, ciências naturais, ciências físico-químicas, história e matemática, coragem q. b. e muita curiosidade.

Competências
Observação e atenção ao detalhe | Imaginação | Trabalho em equipa | Método | Lógica

“Já vim cá com vários grupos de alunos e nunca me canso. Desta vez fiz a inscrição neste programa e foi mais uma aposta ganha. Os diferentes desafios lançados durante a visita ao Oceanário que fazem pensar, decidir e pôr em prática os conhecimentos em várias matérias para chegar à solução, são extremamente divertidos e enriquecedores. Não deixam de me surpreender.”

A biodiversidade somos nós

Um filme, uma volta ao mundo e um jogo no Oceanário.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Fotografias de animais e perguntas sobre a biodiversidade terrestre e marinha põem no mesmo tabuleiro pinguins e elefantes, lobos-cinzentos e baleias-azuis, florestas de kelp e florestas tropicais.

Missão
Perceber os serviços que os ecossistemas nos prestam de forma gratuita, como regular o clima, purificar o ar, a água e os solos, polinizar culturas, controlar pragas e evitar cheias, é importante para respeitar e valorizar o papel de cada elemento que os constitui. Se fosse preciso pagar, qual seria a conta?
Reciclar, reutilizar sacos de plástico, recusar palhinhas e deitar as cotonetes no lixo são alguns dos comportamentos que, diariamente, podem fazer a diferença.

Competências
Raciocínio | Observação | Trabalho em equipa | Perspicácia

“O conceito de biodiversidade tomou outra dimensão depois desta atividade no Oceanário. Os meus alunos terminaram a visita com um maior sentido de responsabilidade pelo meio ambiente, impulsionados por tudo o que aprenderam com o monitor. Um programa muito bom que espero vir a repetir.”

Quem tramou o mexilhão? Relações bióticas no oceano

Um crime ambiental dá origem a um intrigante caso de investigação no Oceanário.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
O cenário é triste. Desapareceu uma pradaria marinha. Para descobrir o culpado, há a notícia da Gazeta do Mar e as provas recolhidas no local do crime, entre as quais fotografias de seis suspeitos.

Missão
Compreender a importância e as características únicas das pradarias marinhas, o seu papel na melhoria da qualidade da água, na minimização do fenómeno do aquecimento global e na proteção e refúgio de inúmeras espécies.
Se à primeira vista culpam o mexilhão, à segunda e à terceira as culpas voltam-se para outros suspeitos. Ouriço-do-mar? Cavalo-marinho? Algas vermelhas? Choco? Vamos revirar factos, mundos e fundos do mar: relações bióticas, teias alimentares e fatores abióticos. No meio de tudo isto, há a pista de uma âncora que nos pode levar até... e mais não nos é permitido revelar.

Competências
Memória | Humor | Empatia pelo meio marinho | Respeito pela biodiversidade | Capacidade de antecipação

“Uma atividade com muito humor, sobre um assunto da maior seriedade. Os objetivos deste programa foram amplamente alcançados e os alunos participaram com entusiasmo ao mesmo tempo que aprenderam muito sobre a biodiversidade marinha e consolidaram o que já tinham aprendido sobre as relações bióticas, através de exemplos concretos do meio marinho.”

Matemática debaixo de água

Uma expedição científica no Oceanário preparada para desafiar mentes curiosas.

Experiência
45 min em sala e 45 min em visita à exposição permanente guiada por um educador marinho.
Aos números inteiros e primos, potências e raízes, sequências e funções, somam-se a carta náutica de uma ilha no Pacífico e padrões geométricos.

Missão
Para entender e medir o impacto da ação do Homem no oceano, e a necessidade de agir pela sua conservação, é importante utilizar ferramentas (massa cinzenta incluída) e conhecimentos que vão da matemática à biologia e à economia.
Devolver animais marinhos no meio natural implica saber interpretar dados com precisão, planear, gerir orçamentos (aluguer de embarcação, combustível, equipamento e alimentação) e conseguir localizar o ponto certo num mapa. Não é uma regra de três simples: é uma aventura fascinante.

Competências
Observação | Raciocínio | Gestão de recursos e tomada de decisões

“Uma atividade muito interessante e surpreendente. A monitora foi muito simpática e acessível e com uma excelente capacidade de comunicação adequada aos adolescentes. Ninguém diria que a matemática pudesse ser a razão para visitar o Oceanário. Os alunos estavam tão entusiasmados que já falam em voltar.”

ESCOLHA MUDAR
COMPRA SUSTENTÁVEL

#SeaTheFuture