Voltar

Frederico Morais torna-se “Ocean Leader"

Kikas junta-se a Joana Schenker e a Francisco Lufinha como Ocean Leader do Oceanário de Lisboa e da Fundação Oceano Azul

O atleta Frederico Morais, único português a competir no Campeonato mundial de surf - WSL, e o primeiro a integrar a Seleção Olímpica, é o mais recente “Ocean Leader” do Oceanário de Lisboa e Fundação Oceano Azul.

Este programa que conta também com dois outros importantes desportistas ligados ao mar - a campeã mundial de bodyboard Joana Schenker, e o recordista de kitesurf Francisco Lufinha, tem como objetivo alertar e sensibilizar os jovens para a urgente necessidade da defesa e conservação do oceano.


“O desafio de ser um “Ocean Leader” traz-me um propósito e uma missão na direção que procurava. O oceano está em risco e todos temos de agir se queremos salvar o que resta. Como atleta profissional internacional, consigo chegar a mais pessoas, o que também aumenta a minha responsabilidade em passar a mensagem de urgência na proteção do oceano.”, referiu Frederico Morais. “É também com muito orgulho que me junto à Joana e ao Lufinha, atletas que admiro e que partilham da paixão pelo mar. Este projeto é também uma oportunidade para eu aprender mais sobre o oceano e poder fazer mais para o defender. Se eu conseguir passar aos outros esta mensagem de curiosidade e de responsabilidade, vou ficar muito satisfeito” acrescentou o atleta profissional.


João Falcato, CEO do Oceanário de Lisboa, considera que “Frederico Morais será mais uma importante e ativa voz em defesa da sustentabilidade do oceano. A criação de uma geração azul, informada e responsável, é determinante para mudar comportamentos. Sentimos cada vez mais os jovens preocupados com o futuro do planeta e acreditamos que o tempo é agora. Pessoas como o Kikas, a Joana e o Lufinha, com percursos verdadeiramente inspiradores e comprometidos na defesa da natureza, podem ser estratégicos para a sensibilização dos jovens.”

O programa “School Tour” parte das experiências pessoais de atletas de referência em desportos aquáticos, para promover o interesse dos jovens pelo mar, o alerta para as ameaças que enfrenta e para a necessidade de adoção de comportamentos e estilo de vida mais sustentável, a par de destacar a importância de áreas marinhas protegidas ou de espécies marinhas em risco. As intervenções destes atletas, que ocorrem em ambiente escolar, podem também contribuir para a formação individual dos jovens, apelando a uma atitude pró-ativa nas suas vidas e a uma cidadania responsável e consciente face ao oceano.


Dirigida a alunos dos 12 aos 18 anos, a “Kikas School Tour” terá início em setembro, e junta-se à “Lufinha School Tour”, iniciada em 2017, e à “Schenker School Tour”, lançada em 2018. As sessões educativas vão contemplar várias escolas, em formato presencial ou online, de acordo com o modelo que será definido pelo Ministério de Educação para o próximo ano letivo, e com a evolução do estado pandémico e das medidas e recomendações implementadas.

Desde o seu início, os “Ocean Leaders” já contactaram com mais de 28 000 jovens, de 168 escolas, de norte a sul do país e ilhas.

ESCOLHA MUDAR
COMPRA SUSTENTÁVEL

#SeaTheFuture