Voltar

Livro Vermelho dos Peixes Marinhos de Portugal

Conhecer o que está ameaçado para proteger o que é prioritário

O Oceanário de Lisboa e a Fundação Oceano Azul, em colaboração com o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e a Species Survival Commission da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), e com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa (CML), iniciaram no passado mês de Novembro a produção do novo «Livro Vermelho dos Peixes Marinhos de Portugal».

Os Livros Vermelhos são documentos basilares para a proteção das espécies uma vez que são documentos públicos que registam e classificam as espécies que ocorrem em cada país, de acordo com a sua probabilidade de extinção, num determinado período de tempo. São por isso uma referência para avaliar o nível de ameaça a que uma espécie está sujeita e para saber como evolui o seu estado de conservação.

Esta ferramenta fundamental para a conservação da biodiversidade do mar português tem conclusão prevista para 2023, no 30º aniversário da publicação do último «Livro Vermelho dos Peixes Marinhos de Portugal». O Oceanário de Lisboa e a Fundação Oceano Azul têm um know-how relevante no processo de avaliação de espécies através da Species Survival Officer, especializada neste processo, que trabalha com a Species Survival Comission da UICN e que coordenará o trabalho técnico. Para atingir este objetivo ambicioso, juntaram-se à equipa do Oceanário de Lisboa três Species Survival Officers, e será fundamental a participação de investigadores e ictiologistas de todo o país uma vez que as avaliações do risco de extinção são baseadas no melhor conhecimento cientifico disponível.