Voltar

Materiais

Calendário Plasticologia marinha

Calendário Plasticologia Marinha Oceanário de Lisboa

Comece o ano com uma dieta às embalagens, na primavera, descarte-se dos descartáveis e no verão, mergulhe numa praia sem beatas. O Oceanário de Lisboa lança o novo calendário Plasticologia Marinha, onde fica a conhecer alguns comportamentos que pode alterar para contribuir para a conservação do oceano.

Atualmente, o lixo marinho é um dos maiores problemas ambientais do planeta, afetando todos os ecossistemas marinhos, os seus organismos e até o Homem. De todo o lixo marinho, 80 por cento é plástico, sendo que todos os anos, mais de 8 milhões de toneladas de plástico vão parar ao oceano. Nesta nova era dominada pelo plástico, em que o oceano continua a ser o único sistema de suporte de vida do Homem, garantindo tudo o que precisa para sobreviver (ar, água, alimento e temperatura), é urgente tomar medidas que reduzam o nosso impacto no meio marinho.

Descubra e adote estes e outros comportamentos e contribua, durante todo o ano, para um planeta mais saudável.

Download "Calendário Plasticologia Marinha"

Mapa Portugal é Mar

O novo mapa de Portugal mostra que 97% do nosso país é mar

Mapa Portugal é Mar


Portugal é Mar, o título do mapa, evidencia que enquanto o território fora de água tem pouco mais de 92 mil quilómetros quadrados, o território submerso tem cerca de 3,8 milhões de quilómetros quadrados.

O novo mapa mostra os limites da plataforma continental portuguesa, tal como foi proposto às Nações Unidas, em 2009, e resulta dos trabalhos científicos de alargamento da plataforma para além das 200 milhas náuticas da Zona Económica Exclusiva. A ZEE situa-se à volta do território continental e ilhas, podendo ir até às 200 milhas. É onde o Estado é soberano na exploração, conservação e administração dos recursos naturais existentes na coluna de água, solo e subsolo marinho. É território onde se pode pescar.

A proposta de extensão, que será discutida na Comissão de Limites da Plataforma Continental, permite a Portugal exercer direitos de soberania sobre o solo e subsolo marinhos para exploração de recursos naturais. Assim, sendo esses direitos exclusivos de Portugal, nenhum outro país pode exercer aí atividades de exploração sem o seu consentimento.

A área dos novos domínios marítimos portugueses tem cerca de 3.800.000 quilómetros quadrados - 1.600.000 correspondem à ZEE e 2.150.000 à plataforma continental para além das 200 milhas. O território marítimo português é agora 40 vezes superior ao terrestre.

Descubra e partilhe com os seus alunos o novo mapa de Portugal.