Voltar

O Oceanário

Oceanário de Lisboa

Inaugurado em 1998 no âmbito da última exposição mundial do séc. XX, cujo tema foi "Os oceanos, um património para o futuro", o Oceanário eternizou a ligação de Lisboa com o oceano.

O Oceanário de Lisboa é um aquário público de referência em Lisboa, em Portugal e internacionalmente. O equipamento recebe anualmente cerca de 1 milhão de pessoas, que percorrem as suas exposições, tornando-o no equipamento cultural mais visitado de Portugal.

A excelência das exposições, aliadas ao simbolismo da arquitetura dos edifícios, faz do Oceanário um local único e inesquecível. O equipamento integra dois edifícios, o original dos Oceanos e o novo edifício do Mar, conectados por um enorme átrio decorado com um magnífico painel de 55 mil azulejos, que oferece acesso às exposições e à área educativa.

Assumindo a tendência evolutiva dos aquários modernos, o Oceanário desenvolve continuamente, atividades educativas que dão a conhecer os oceanos, os seus habitantes, a sua missão e que abordam os desafios ambientais da atualidade. Ainda neste contexto, o Oceanário colabora com várias instituições em projetos de investigação científica, de conservação da biodiversidade marinha e que promovam o desenvolvimento sustentável dos oceanos. A experiência técnico-científica da equipa de biólogos e de engenheiros assegura a excelência da exposição e presta consultoria a vários aquários e instituições similares.

Considerando os fins pedagógicos, científicos e culturais da atividade do Oceanário, em março de 2015, o Estado Português qualificou como serviço público a atividade de exploração e administração do equipamento Oceanário de Lisboa, tendo adjudicado à sociedade Oceanário de Lisboa, S.A. a concessão dessas atividades.

A par da concessão de serviço público, o Governo Português aprovou em setembro de 2015, pelo mérito global da sua proposta, a alienação da totalidade das ações da Oceanário de Lisboa, S.A., à Sociedade Francisco Manuel dos Santos, SGPS, S.A., que instituiu, em dezembro de 2016, a Fundação Oceano Azul, atual acionista única da Oceanário de Lisboa S.A., cuja missão visa contribuir para um oceano produtivo e saudável em benefício do planeta.

O Oceanário assume, como estratégia de desenvolvimento, a implementação de um Sistema Integrado de Gestão da Qualidade e Ambiente. Foi o primeiro aquário público da Europa a obter as Certificações de Qualidade ISO 9001, 14001 e EMAS (Eco-Management and Audit Scheme).